Home » HISTÓRIA DA FETAESP

HISTÓRIA DA FETAESP

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Estado de São Paulo (Fetaesp) é um órgão de segundo grau, fundado em 29 de julho 1962, por iniciativa dos dirigentes dos Sindicatos de Trabalhadores Rurais dos municípios de Juquiá, Lins, Porto Feliz, Guariba e Assis, com a colaboração da Federação dos Círculos Operários do Estado de São Paulo. Após a fundação e reconhecimento da Fetaesp pelo Ministério do Trabalho, houve um vertical desenvolvimento da organização e representação dos trabalhadores rurais paulistas, contando com mais de cem sindicatos filiados e representação de aproximadamente 800 mil trabalhadores em sua base, apenas comum ano de criação.

A atuação da Fetaesp é constante, lutando em defesa dos trabalhadores rurais assalariados e dos em regime de economia familiar. Ao longo dos anos, muitas batalhas foram vencidas garantindo o desenvolvimento da agricultura paulista e dos que trabalham nela, sendo a Fetaesp uma importante ferramenta para garantir o progresso do que hoje é denominado Movimento Sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais.

A Fetaesp esteve presente em conquistas importantes para a categoria, como a criação da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), o Grito da Terra Brasil, a implantação de Convenções Coletivas, a Previdência Social Rural, o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), o estabelecimento de Políticas Agrícolas e Agrárias, entre outras.

Dentre muitas conquistas, se destaca a Agrifam, Feira da Agricultura Familiar. Idealizada pelo presidente, Braz Albertini, a Feira teve início em 2003 proporcionando aos produtores rurais acesso ao que há de mais moderno em tecnologia e pesquisa voltada para o desenvolvimento da atividade rural.

A linha mestra de atuação da Fetaesp é objetivar as características regionais e atuar de modo a valorizar seus aspectos distintos e promover ações que beneficiem os trabalhadores de forma micro e macro regional. Para isso, no final da década de 70, foram instituídos os chamados Grupos Regionais que, desde então, atuam de forma consistente para garantir uma agricultura presente, com trabalhadores cada vez mais satisfeitos com sua atividade.

A Fetaesp desenvolve cursos nas áreas de Promoção Social, Formação Profissional, Saúde e diversos outros temas objetivando o aperfeiçoamento do trabalhador rural, a fim de ampliar seus conhecimentos e contribuir para seu desenvolvimento profissional. Os cursos de Promoção Social objetivam ações para a melhoria das condições de vida da população rural. É divido em linhas temáticas: saúde, esporte e lazer, organização comunitária, artesanato, educação e cultura, alimentação nutricional. A Formação Profissional busca a profissionalização do homem do campo, por meio de processos que permitam sua capacitação direta, segura e eficaz, a fim de ampliar suas oportunidades e garantir melhores condições de atuação no trabalho.

Atualmente, a Fetaesp conta com mais de 130 sindicatos filiados e tem sua sede administrativa localizada em Bauru, no Centro-Oeste paulista, facilitando o contato e agilizando o atendimento direto às bases de atuação. Seus diretores ocupam cadeiras em diversas Comissões e Conselhos que atuam nos setores do trabalho, emprego, agricultura e agronegócio; o que contribui para que a voz do campo seja ouvida nas principais discussões que tratam do desenvolvimento rural de São Paulo e do Brasil.

Até o ano de 2014, a Fetaesp atuava junto aos agricultores familiares e os assalariados rurais. Porém, após a ideia, de um grupo de dirigentes sindicais em dividir a categoria, evoluir, contando com a colaboração da justiça e do próprio Ministério do Trabalho, dentre outros assuntos, a divisão da categoria foi realizada em todo país.

Assim, a Fetaesp alterou, em assembleia, seu estatuto, no dia 29 de agosto de 2014, passando a representar somente a agricultura familiar. Os sindicatos ecléticos, ou seja, os que representam agricultores e assalariados poderão ficar filiados à Federação, porém, a entidade não receberá as contribuições dessa categoria.