Home » MULHERES

MULHERES

Coordenação de Mulheres

A Secretaria de Coordenação de Mulheres tem como objetivo auxiliar e promover a participação feminina ativa direta dentro do Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, através de ações, eventos etc. Também é função primordial deste setor atuar em prol da categoria, articulando suas reivindicações e demandas. Fábia Marcelino dos Santos, é a responsável pela Coordenadoria Estadual de Mulheres Trabalhadoras Rurais do Estado de São Paulo.

Como as trabalhadoras rurais se organizam no MSTTR

Para ocupar seu espaço dentro do Movimento Sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR), as mulheres criaram as comissões de mulheres, nos sindicatos, nos polos e regionais, nas federações e na Contag. As comissões municipais são compostas por trabalhadoras eleitas nos sindicatos e as estaduais são compostas por trabalhadoras eleitas nos polos ou regionais. Atualmente, alguns estados estão ampliando esta forma de organização, constituindo Coordenações Regionais, compostas por lideranças, dirigentes ou não de sindicatos.

A Comissão Nacional é composta por uma representante e uma suplente de cada federação filiada à Contag, eleita pela Comissão Estadual de Mulheres e referendada pelo Conselho Deliberativo da Federação. O mandato de cada representante das Federações na Comissão Nacional de Mulheres Trabalhadoras Rurais (CNMTR) da Contag tem a duração do mandato da direção estadual. A CNMTR é composta, ainda, por uma coordenadora nacional – eleita no Congresso da Contag, e pelas diretoras efetivas e suplentes da Contag.

O papel das Comissões de Mulheres

A finalidade dessas comissões é analisar a condição e posição social das trabalhadoras rurais, propondo estratégias e políticas específicas que possibilitem superar todas as formas de discriminação e opressão praticada contra as mulheres. Visa, assim, assegurar, ampliar e fortalecer a participação política das trabalhadoras rurais nos espaços de decisão do MSTR e na sociedade em geral. Além de lutar para que todas as políticas e programas voltados para o desenvolvimento rural promovam e protejam os direitos das mulheres e enfoquem a perspectiva da igualdade de gênero.

Áreas de atuação:

  • Participação nos processos de reforma agrária;
  • Valorização do trabalho da mulher na agricultura familiar;
  • Formação e (re)qualificação profissional;
  • Garantia e ampliação dos direitos previdenciários;
  • Políticas de saúde;
  • Políticas de Educação do campo;
  • Violência sexista;
  • Cidadania e autonomia;

Todas as ações das Comissões de Mulheres têm como foco as necessidades diretas das mulheres trabalhadoras rurais, articulando estas demandas com a luta geral da categoria.